quarta, 20 de março de 2019
Facebook Instagram Twitter Youtube
48 3053-4400

Quarta Crítica - Ronaldo Sant'Anna

A vida se afirma

Publicado em 18/12/2018 00h01

"A qualidade de vida está vinculada à qualidade do meio ambiente”

Neste fim de semana, ao chegar de carro em casa, tive de longe a atenção despertada por um movimento no canto do portão da garagem. À distância, parecia um pouco de lixo, agitado pelo vento, bem no canto do muro, porém, ao chegar perto, percebi, com surpresa, que era uma plantinha, a qual, contra todos os prognósticos, está crescendo no meio do cimento, ao lado do trilho sobre o qual corre o portão, e que, inclusive, era sacudida pelo movimento de abre e fecha, realizado dezenas de vezes por dia. A existência daquela pequena planta, crescendo em um local pouco propício, fez-me pensar sobre a força da natureza, a capacidade de resistência que muitas espécies apresentam, apesar das inúmeras agressões ao meio ambiente, aos animais, e também a grande parte da população humana.

Desmatamento, poluição, uso de agrotóxicos (cujos defensores, gente destituída de consciência, alguns até absolutamente canalhas, querem que sejam chamados de “defensivos agrícolas”), a avalanche de produtos de quinta categoria, vindos principalmente da China, que compra as nossas matérias-primas para produzir toda categoria de bugigangas e revendê-las para nós mesmos, as quais depois são descartadas aqui, tornando o Brasil oficialmente a lixeira dos chineses, a catástrofe causada pelos artigos de plástico barato, que estão inundando terras e principalmente mares, fazem com que a realidade ambiental do planeta no século 21 seja assustadora.

E o pior é que muita gente, consciente ou inconscientemente, nega essa situação. O presidente americano, Donald Trump, cujas atitudes idiotas são elogiadas pelo mundo (ou pelo menos nos Estados Unidos) cumpre um papel fundamental para incentivar esta condição. Por exemplo, ele afirma que não há aquecimento global, que ele tem a “intuição” de que essa mudança não existe, apesar dos inúmeros estudos científicos mostrando isso. Trump também retirou os EUA do Acordo de Paris, sem falar na decisão de incentivar o uso de combustíveis fósseis, como o carvão, o qual gera a poluição mais danosa ao meio ambiente.

No Brasil, o presidente eleito Jair Bolsonaro já ensaiou algumas declarações na mesma direção de Trump, afirmando que as leis ambientais não podem ser um entrave ao desenvolvimento, que há uma indústria de multas ambientais, o que é preocupante. Bolsonaro inclusive cancelou a realização no Brasil, em 2019, da reunião que discute o clima, cujo encontro deste ano terminou na semana passada, na Polônia, com muitas críticas às decisões adotadas. Cabe a nós ficarmos vigilantes em relação às políticas do setor, protestando caso as decisões políticas sejam equivocadas. É responsabilidade de cada um envolver-se nesse processo, porque a qualidade de vida de todos está estreitamente vinculada à qualidade do ambiente.
 
É importante exercer a cidadania, por meio da participação nos grandes temas que influenciam a nossa existência, para ajudar a natureza, evitando que ela tenha que lutar sozinha contra as agressões, como faz a pequena planta que cresce no canto do portão da garagem do meu condomínio. Apesar de todas as dificuldades, a vida sempre se afirma.


VOLTAR
Notisul - Um Jornal de Verdade
LIGUE E ASSINE (48) 3053-4400 Rua Ricardo José Nunes, 346 - Jardins de Pádova - Santo Antônio de Pádua - CEP: 88701-571 - Tubarão/SC
Copyright © Notisul - Um Jornal de Verdade 2017. Desenvolvido por Demand Tecnologia e Bfree Digital