Uma adolescente de 16 anos, da cidade de São Martinho, era perseguida há meses por um homem de 30. Após investigação, a Polícia Civil conseguiu identificar e prender o acusado na tarde desta quinta-feira (10). Ele possui diversos antecedentes criminais, entre eles tráfico de drogas, homicídio, roubo, ameaça e porte ilegal de arma de fogo. Nos últimos meses foram instaurados vários procedimentos na Delegacia de Polícia Civil de São Martinho para apurar as condutas do investigado, que se acentuaram nos últimos dias. A adolescente requereu uma medida protetiva, que foi prontamente deferida pelo Judiciário da Comarca de Armazém.

O suspeito e a vítima também passaram a ser acompanhados pela Rede Catarina – Programa da Polícia Militar de acompanhamento de vítimas e autores de violência doméstica. Mesmo com essa vigilância, ele não parou com suas condutas. O delegado André Monteiro Crisóstomo representou pela prisão preventiva, que teve parecer favorável do Ministério Público, e foi decretada pelo Judiciário. A prisão foi feita com o apoio da Polícia Civil de Armazém. O homem foi encaminhado para o Presídio Regional de Tubarão, onde ficará à disposição da justiça.

Os trabalhos investigativos foram realizados pelos policiais civis da delegacia de São Martinho e contaram com apoio de policiais civis de Gravatal e Armazém, além dos policiais militares da Rede Catarina e da 2ª CIA da PM de Gravatal, Armazém e São Martinho. O crime de perseguição, popularmente conhecido como “stalker”, ocorre quando uma pessoa passa a perseguir outra, de maneira persistente e incessante. O perseguidor cria uma obsessão pela vítima e passa a importuná-la de forma virtual ou presencialmente.

Com informações do Portal Hora Hiper

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul