Promovido a cabo, Richard Ribeiro de Castro quase perdeu a vida em uma ocorrência de briga familiar. Foram 28 dias de internação hospitalar e quatro meses de tratamento intensivo para recuperar-se - Foto: 34º Batalhão de Polícia Militar de Imbituba (34ºBPM)

Na época dos fatos, em 22 de setembro do ano passado, ele era o soldado Richard Ribeiro de Castro. Após 28 dias de luta para sobreviver, literalmente, e quatro meses de recuperação, o agora cabo Richard voltou às funções nesta sexta-feira (4), no 34º Batalhão de Polícia Militar de Imbituba.

Richard foi alvejado durante o atendimento de uma ocorrência em uma casa às margens da BR-101. Guarnições da Polícia Militar foram acionadas para atender uma ocorrência em uma casa às margens da BR-101. Um homem teria chegado em casa alterado, quebrado objetos e ameaçado a própria mãe. Quando os policiais chegaram no local, ele ameaçou os militares com paus e ferros.

Richard tentou imobilizar o suspeito. O homem tirou a arma de um dos agentes e disparou contra o militar três vezes. Os projéteis atingiram o colete balístico, a lateral do abdômen e o braço direito. O agressor foi alvejado por outro policial que atendia a ocorrência e morreu no local.

O policial foi socorrido às pressas por uma unidade da CCR ViaCosteira e encaminhado para o Hospital São Camilo em estado gravíssimo. Após a equipe médica conseguir estabiliza-lo, ele foi transferido para o Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão, onde passou por cirurgias e ficou internado por quase um mês.

 

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul