segunda, 23 de setembro de 2019
Facebook Instagram Twitter Youtube
48 3053-4400

Português na Ponta da Língua - Andréa Debiasi

Dicas para não errar

Publicado em 19/07/2019 00h15

Olá, Leitor Notisul! Tudo bem?
Na coluna desta semana, apresento alguns exemplos de palavras ou termos bastante usuais. No entanto, a utilização inadequada compromete a compreensão do texto.
Boa leitura!
 
a) “Tem” ou “têm”?
Essas duas palavras são conjugações do verbo ter. Na terceira pessoa do singular - “ele tem” - e na terceira pessoa do plural - “eles têm”.
    
b) “A meu ver” ou “ao meu ver”?
Essa é uma expressão fixa: é sempre “a meu ver”. “Ao meu ver” não existe.
 
c) “Através” ou “por meio”?
Ambas não têm igual significado. “Através” só pode ser utilizado quando houver a ideia de atravessar, como: “Eles viajaram através do país”. Se quiser dizer “por intermédio”, deve usar “por meio”: “Eles conversavam por meio de mensagens de WhatsApp.”

d) “Esquecer-se” ou “esquecer-se de”?
Quando o verbo “esquecer” é pronominal, ou seja, acompanhado do pronome “se”, sempre se usa “de” para complementar. Quando não há o pronome “se”, não se usa o complemento. Por exemplo, “Marina se esqueceu do compromisso.” ou “Marina esqueceu o compromisso.”

e) “Em vez de” ou “ao invés de”?
 As duas expressões são parecidas, porém têm significados diferentes. “Ao invés de” só pode ser usado quando há uma oposição clara e direta, como: “Ao invés de sair, ficamos em casa.” “Em vez de” é usado quando há uma substituição. Por exemplo: “Em vez de pegar a mala, eu peguei uma mochila”.

f) “Prefiro…do que” ou “prefiro…a”?
No cotidiano, normalmente fala-se assim: “Eu prefiro casa do que apartamento”. Porém, é a forma gramaticalmente incorreta de reger o verbo “preferir”. Esse verbo pede a preposição “a”: “Eu prefiro casa a apartamento.”

g) “Faz” ou “fazem”?
“Faz dois anos” ou “Fazem dois anos”? Se “fazer” for impessoal, ou seja, não tiver sujeito, ele fica sempre no singular. Por isso, “Faz dois anos que meu filho nasceu.”

h) A princípio” ou “em princípio”?
Ambas são parecidas, no entanto possuem significados diferentes. “A princípio” é o equivalente a “de início”: “A princípio, pensamos ter escrito corretamente.” “Em princípio” é igual a “em tese”: “Em princípio, devemos ler as normas para escrever adequadamente.”

i) “Se não” ou “senão”?
“Se não” é usado para indicar condição, como: “Se não estudarmos bastante, não conseguiremos fazer a prova.” “Senão” significa “a não ser”: “ Rodrigo não fazia nada senão estudar.”

j) “Ao encontro de” ou “de encontro a”?
Parecidas e com significados diferentes. “Ao encontro de” é usado quando duas questões estão em harmonia. Enquanto “de encontro a” significa “ao contrário de”. Por isso, “A opinião de Carlos foi ao encontro de Ricardo.” É o oposto de “A opinião de Carlos vai de encontro a de Ricardo.”

k) “A nível de” ou “em nível de”?
“Em nível de” significa “no âmbito”. Exemplo: “A tese será feita em nível de análise”. “A nível de” significa “na mesma altura”, como quando dizemos que algo está “Ao nível do mar”.

Até a próxima semana e fique com Deus!
Dúvidas? Entre em contato! WhatsApp: (48) 99625-6303


VOLTAR
Banner ServerDo.in
Notisul - Um Jornal de Verdade
LIGUE E ASSINE (48) 3053-4400 Rua Ricardo José Nunes, 346 - Jardins de Pádova - Santo Antônio de Pádua - CEP: 88701-571 - Tubarão/SC
Copyright © Notisul - Um Jornal de Verdade 2019.