O governador Carlos Moisés estará em Laguna na tarde desta sexta-feira para lançar o  edital de licitação para o projeto da Ponte do Pontal que ligará o bairro Magalhães à Ponta da Barra, que tem acesso à SC-100.

A reivindicação da construção da ponte é antiga, vem de décadas, mas ainda há um longo caminho pela frente até a obra sair do papel.

Com o lançamento do edital de licitação do projeto, o Governo do Estado ainda tem um prazo de 1 ano e meio para finalizar o projeto. Depois as licenças ambientais, edital de construção e finalização da obra.

Mesmo assim já começaram a surgir muitas dúvidas em relação à balsa. Quando a ponte ficar pronta a balsa vai parar de funcionar? A resposta é: ainda não se sabe.

Mesmo com todas as reclamações com aumento no preço da travessia, reivindicações por melhorias na estrutura, horários, filas… a balsa faz parte da história de Laguna e quem atravessou a lagoa pela balsa certamente já sentiu um frio na barriga por pensar que ela pode começar a ser um passado.

O que se tem de concreto até então é que já existe uma conversa por parte da prefeitura de Laguna para manter a balsa ativa após a construção da ponte como atração turística.

“Há estudos para ver se tem como continuar operando, pode ser uma atração para os turistas que querem atravessar a lagoa com mais calma e apreciar as belezas naturais que a travessia proporciona”, disse o prefeito Mauro Candemil.

O prefeito diz que não sabe exatamente há quantos anos existe a balsa. Aos 76 anos de idade ele diz que lembra ser muito jovem e a balsa já existir. “Isso uns 50 anos atrás, nossa intenção é que a balsa continue a funcionar para que a história continue”, finalizou.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul