Entidades empresariais de Tubarão formalizaram na quarta-feira (1) a entrega de um documento ao prefeito Joarez Ponticelli e ao secretário de Desenvolvimento Econômico, Giovani Bernardo, propondo ações quanto a retomada de atividades dos setores produtivos. O mesmo documento será encaminhado pela prefeitura aos demais municípios da Amurel como também ao governo do Estado e Assembleia Legislativa.

As entidades, que estiveram reunidas inicialmente na terça-feira, buscam soluções para que a retomada dos serviços aconteça de forma consciente da responsabilidade de cada um neste processo e que venha de forma gradual, sem riscos a quem trabalha e aos consumidores.

A CDL Tubarão foi representada pelo seu conselheiro Walmor Jung Júnior que avaliou o encontro como fundamental a um consenso de que as atividades devam acontecer, mas dentro das normas de segurança fixadas pela área da saúde e com medidas preventivas adotadas por cada estabelecimento.

Ações da CDL

Entre as ações a serem adotadas pelos lojistas, formuladas pela CDL, esta em que, as áreas para o comércio deverão ser higienizadas diariamente respeitando os protocolos da Organização Mundial de Saúde (OMS). As higienizações serão feitas nas fachadas das lojas e calçadas, por empresas especializadas.

As lojas, num primeiro momento, trabalharão com portas fechadas e no máximo com 50% dos seus funcionários, sendo que, os maiores de 60 anos serão dispensados. Mães com filhos menores de 10 anos também ficam dispensadas

Outro ponto estabelecido é quanto ao drive thru para entrega de produtos e pagamentos como opção de atendimento no carro, preferencialmente com cartão. As máquinas de cartão terão que ser envoltas com plástico filme e higienizadas a cada transação com álcool 70. Fica também prevalecendo a obrigatoriedade do uso de máscaras e luvas para os colaboradores que tenham contato direto com o cliente.

Para a segunda semana, a norma é de que seja fixado um controle de entrada dos clientes, liberando o acesso à loja de um cliente para cada 10 metros quadrados do estabelecimento, mantendo as regras anteriores.

A reunião, além da CDL, teve a participação da Acit, Sindicont, setor madereiro, Ampe e da área da saúde.