A estrutura, de pouco mais de 700 metros quadrados, passará por trás dos casarios antigos da Rua Lauro Müller e dará um novo visual para a região central da cidade - Foto: Reprodução

A autorização para a construção do deck que margeará os antigos casarios da Rua Laura Müller, no centro de Tubarão, será entregue na próxima segunda-feira (7). A obra será executada pela empresa Araújo Construções, ao custo de R$ 1.361.049,28. O prazo contratual para finalização do trabalho é de três meses.

A obra consiste em um deck de madeira sobre uma estrutura de concreto armado entre a Praça Centenário (praça do chafariz) até a Praça Orlando Francalacci. A estrutura, de pouco mais de 700 metros quadrados, passará por trás dos casarios antigos da Rua Lauro Müller e dará um novo visual para a região central da cidade.

O projeto também prevê a reparação da praça, com melhorias no muro de arrimo e substituição de todo o pavimento. A intenção é que o local se torne um novo ponto turístico e de encontro entre amigos e famílias, a exemplo do que ocorreu com a construção da passarela Ângelo Antônio Zaboti e as rampas náuticas construídas abaixo dela.

A obra será financiada por meio de uma emenda parlamentar do deputado estadual Felipe Estevão. O recurso, na ordem de R$ 1,5 milhão, foi oficializado em novembro de 2020 e repassado no dia 3 de setembro do ano passado para o município.

A obra consiste em um deck de madeira sobre uma estrutura de concreto armado entre a Praça Centenário (praça do chafariz) até a Praça Orlando Francalacci – Foto: Reprodução

Atraso
As obras do novo deck na beira rio de Tubarão deveriam ter iniciado no mês passado. Contudo, a licitação foi suspensa em duas ocasiões no ano passado. Na primeira tentativa de realizar o certame,, em 3 de dezembro, uma das empresas interessadas impugnou o edital em função da defasagem de alguns materiais exigidos para a obra.

Como orçamento foi feito em abril e a licitação lançada em outubro, realmente verificou-se que havia necessidade de atualização de alguns valores. Isso foi feito e o processo lançado novamente para 21 de dezembro de 2021. Mas desta vez foi o Tribunal de Contas do Estado (TCE) que se manifestou.

Conforme orientação do tribunal haviam problemas na planilha orçamentária, no cronograma físico-financeiro e na tabela de composições do edital. Tudo foi novamente corrigido e o edital relançado, pela terceira vez, com a homologação do resultado agora, neste começo de fevereiro de 2022.

 

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul