Santa Catarina é o maior produtor nacional de moluscos e o único Estado do Brasil que realiza o monitoramento permanente das áreas de cultivo - Foto: Ricardo Wolffenbüttel | Governo de Santa Catarina

As três principais área de cultivo de ostras, mexilhões, berbigões e vieiras de Santa Catarina estão interditadas. A medida, anunciada na noite desta sexta-feira (25) pela Cidasc, visa garantir a saúde dos consumidores e proteger a credibilidade dos restaurantes e produtores do Estado. A retirada, comercialização e consumo destes moluscos cultivados nas localidades de  Caieira da Barra do Sul, em Florianópolis; Ponta do Papagaio, em Palhoça; e Zimbros e Canto Grande, em Bombinhas, está proibida por conta do fenômeno conhecido como Maré Vermelha. A população deve evitar consumir moluscos bivalves retirados de bancos naturais, incluindo os costões, parcéis e beira de praia.

Os restaurantes devem dar preferência para a compra de produtos que tenham o selo do Serviço de Inspeção Oficial (SIM, SIE e SIF), pois os locais de cultivos certificados são monitorados quanto a florações das algas nocivas, como ocorre agora. A Maré Vermelha ocorre com o crescimento descontrolado de microalgas. Desta vez, conforme o resultado da análise das águas feitas pela Cidasc, foi encontrado uma concentração acima dos limites permitidos da ficotoxina Ácido Ocadaico. A toxina não é nociva para os moluscos, mas quando consumida por seres humanos pode ocasionar náuseas, dores abdominais, vômitos e diarréia.

A Cidasc fará novas coletas para o monitoramento das áreas de produção nos próximos dias a fim de definir quando a retirada e consumo dos moluscos poderá voltar a ocorrer. Santa Catarina é o maior produtor nacional de moluscos e o único Estado do Brasil que realiza o monitoramento permanente das áreas de cultivo. O Programa Estadual de Controle Higiênico Sanitário de Moluscos Bivalves é um dos procedimentos de gestão e controle sanitário da cadeia produtiva, permitindo maior segurança para os produtores e consumidores.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul