Frente de trabalho está concentrada nas proximidades da recém-liberada ponte sobre o rio Tubarão   -  Foto:Dnit-SC/Divulgação/Notisul
Frente de trabalho está concentrada nas proximidades da recém-liberada ponte sobre o rio Tubarão - Foto:Dnit-SC/Divulgação/Notisul

Tubarão

A construção de barreiras de concreto, conhecidas como New Jersey, entre os quilômetros 336,5 ao 337,4 da BR-101, em Tubarão, começou a ser instalada ontem pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit-SC). Com a ponte sobre o rio Tubarão liberada para o tráfego, restam ainda trabalhos pontuais e complementares, principalmente para construir e instalar elementos de sinalização rodoviária e dispositivos de segurança nesse segmento.

Como o trecho tem pistas já adequadas e liberadas, é necessária a construção do anteparo. O equipamento, que é usado para moldar as proteções, está alocado na pista de sentido Sul, próximo da cabeceira da ponte sobre o rio.

Com os trabalhos, há estreitamento de faixas de rolagem em ambos os sentidos de tráfego, com espaço de obras limitado pela sinalização vertical provisória. A construção segue o cronograma de obras, que já fez a instalação no acesso ao túnel no Morro do Formigão até ao quilômetro 339,5.

Os trabalhos vão continuar nesta semana, ficando os motoristas obrigados a seguir a sinalização provisória de obras, que isola e garante a segurança dos trabalhadores e também dos condutores.

A implantação das proteções de concreto, conhecidas como “New Jerseys”, faz parte do conjunto de dispositivos de segurança rodoviária na BR-101 devido à duplicação. As barreiras de proteção são construídas somente nos trechos duplicados e onde não há separação das pistas por canteiros de vegetação rasteira. Todos os lotes receberam proteções desse tipo. As defensas têm 80 centímetros de altura, com até 40 cm de base. O concreto é moldado por um equipamento mecânico que dá forma à barreira, enquanto outros funcionários fazem os acabamentos.