A Uber emitiu uma nota oficial após a morte do motorista Paulo Junior da Costa, de 22 anos. Ele estava dirigindo para o aplicativo, no último dia 31/12, quando foi levado e depois morto por dois homens.

Em comunicado, a Uber afirmou que segue à disposição das autoridades para colaborar com as investigações, fornecendo todos os dados necessários, na forma da lei, e espera que os responsáveis pelo crime sejam punidos.

Dois homens foram presos, suspeitos de envolvimento no assassinato do motorista, que foi morto a tiros. Um deles está em Santa Catarina, e o outro já veio para Porto Alegre e será encaminhado à Cadeia Pública.

A polícia ainda tenta esclarecer o que motivou o crime e identificar qual dos homens é o autor dos disparos.