A Arteris Litoral Sul realiza na noite de terça (10) para quarta-feira (11) uma operação especial para remoção do pórtico rolante utilizado na obra de manutenção do túnel do Morro do Boi na BR-101/SC em Balneário Camboriú, localizado entre o km 141 e o km 140. Para isso, será necessário bloquear o trânsito na pista norte (sentido Curitiba) por cerca de cinco horas. 

Aos veículos leves, haverá opção de desvio pela rodovia Interpraias. Já para os veículos pesados, não há rota alternativa.

Os trabalhos começam às 23h de terça-feira, quando equipes da concessionária iniciam a operação de desvio já em frente a Unidade Operacional da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Itapema, no km 143 – com bloqueio total à meia-noite. A partir deste ponto, os condutores de veículos leves serão orientados a seguir pela Interpraias, enquanto os motoristas de caminhões e ônibus devem se posicionar nas proximidades do túnel e aguardar até o término dos trabalhos – previsto para às 5h da madrugada de quarta-feira.

Nesse período, colaboradores da Litoral Sul irão trabalhar na remoção da estrutura do pórtico rolante com plataforma elevada, que foi utilizada durante toda a obra de manutenção, permitindo a sequência das atividades sem a necessidade de interferência no trânsito.

Obras concluídas

A etapa de remoção deste pórtico rolante é uma das últimas atividades das obras de manutenção e conservação do túnel do Morro do Boi, iniciadas em novembro de 2019 – e com conclusão prevista para o próximo dia 15. Os trabalhos consistiram na limpeza, reparos pontuais na superfície de concreto ao longo das paredes laterais e camada superior do túnel – além de aplicação de pintura impermeabilizante.

O túnel do Morro do Boi na BR-101 possui 1007 m de extensão, com 14,2 m de largura e 5,5 m  de altura. A estrutura está sob responsabilidade da Arteris Litoral Sul desde 2008 e, desde então, já foram realizadas diversas obras de melhoria, como reparo no pavimento, sinalização, instalação de call box para chamadas de emergência, manutenção no sistema de ventilação e implantação de iluminação LED. Somente para esta obra de conservação foram investidos R$ 3,6 milhões pela concessionária.