Paulinho Sachetti
Tubarão

Policiais civis e militares de Tubarão viveram um fato inusitado na tarde de terça-feira e no início da madrugada de ontem. Um gaúcho de 23 anos foi preso duas vezes em poucas horas, acusado de tráfico de drogas.

No fim da tarde de terça-feira, ele foi preso pela PM, juntamente com uma adolescente, com 694 pedras de crack, escondidas dentro de um televisor velho, em uma casa no bairro Passagem. Ele foi levado até a Central de Polícia Civil e depois liberado pelo delegado Marcelo Bittencourt para responder em liberdade.

Poucas horas depois, no início da madrugada de ontem, a PM fazia rondas novamente no bairro Passagem e viu um mototaxista e um rapaz na garupa em uma conhecida ‘boca de fumo’. Começou a perseguição e o caroneiro dispensou algo.

Os policiais perceberam e constaram ser 165 pedras de crack prontas para venda.
Para a surpresa da polícia, tratava-se do mesmo rapaz preso à tarde. Ele foi levado novamente à delegacia e, posteriormente, encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão, onde aguardará decisão judicial.