Tubarão

Um homem de 39 anos foi agredido por um rapaz de 18, no fim da manhã de quinta-feira, na rua Anastácio Teófilo Teixeira, no bairro Dehon, em Tubarão. Foi a segunda tentativa de homicídio registrada na cidade em menos de três dias.

Onze pessoas já foram assassinadas no município este ano. O número só não é maior porque as agressões contra a última vítima foram contidas por familiares. “É uma ‘richa’ antiga entre eles”, informa um amigo.

O jovem, em um dia de fúria, desferiu vários golpes na cabeça e costas do homem com uma barra de ferro. E fugiu sem deixar pistas. A Polícia Militar já o identificou e foi até a sua casa nesta sexta-feira à tarde. A sua namorada informou que ele não estava e não sabia o seu paradeiro.

O homem foi socorrido por familiares, que o levaram às pressas ao Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão. O socorro rápido salvou a sua vida. Ele está internado em estado grave e pode ter sequelas, já que recebeu golpes na cabeça.
Também continua interando o jovem Enio Tomaz, 23 anos.

Ele foi vítima de uma tentativa de homicídio, no início da tarde de terça-feira, quando dois homens, de 44 e 50 anos, tentaram enforcá-lo e asfixiá-lo com um saco plástico. A dupla foi enquadrada no artigo 121 parágrafo terceiro do Código Penal Brasileiro (CPB) e encaminhada ao Presídio Regional de Tubarão. Se condenados, podem ficar reclusos entre seis e 20 anos.