Uma tentativa de ataque a dois bancos localizados em Paraí, na Serra, terminou com a morte de sete assaltantes na madrugada desta sexta-feira. A informação é de que a troca de tiros entre a quadrilha e a Brigada Militar (BM) ocorreu por volta das 2h. 

Os PMs teriam se antecipado à ação dos criminosos, que já haviam instalados explosivos em agências do Banco do Brasil e do Sicredi, preparando a detonação. Tiros de advertência teriam sido disparados, seguidos de ordem de rendição. O alerta, porém, teria sido ignorado, o que provocou o tiroteio. 

Três assaltantes foram mortos dentro da agência do Sicredi e os outros quatro morreram na rua. Um Chevrolet Agile vermelho, com placas de Porto Alegre, foi usado na ação e estava com as portas abertas no momento do ataque aos bancos. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) foi acionado e chegará ao local para desativar os explosivos que foram deixados nas agências. 

Operação Angico 

A iniciativa da Brigada Militar nesta madrugada faz parte da operação Angico, que tem como objetivo a prevenção de crimes de roubo e furto a estabelecimentos bancários, principalmente no interior do Rio Grande do Sul. A modalidade de crime é também conhecida como “Novo Cangaço”. 

Conforme a BM, a ofensiva seguirá ativa nos próximos meses e ocorrerá baseada em três pilares: o primeiro deles é o de fiscalizar o furto e roubo de explosivos; a segunda diz respeito a operações focadas em prisões de criminosos e a terceira é a utilização do efetivo especializado com suporte de inteligência policial.