Na terça-feira (22), a Polícia Civil, por intermédio do Setor de Investigações Criminais de Itapema, cumpriu um mandado de prisão temporária contra um investigado de ter praticado feminicídio da ex-esposa e homicídio do filho recém-nascido de três meses.

Após o desaparecimento da vitima na terça-feira (15), o Setor de Investigações Criminais de Itapema colheu provas que apontavam que o investigado teria matado a ex-companheira e o filho e ocultado os corpos. Ele estaria inclusive, mandando mensagem do celular da vítima para tentar enganar os familiares que estavam a sua procura.

Depois de diligências, o Delegado de Policia representou pela prisão temporária do homem, a qual foi deferida pelo Judiciário de Itapema. Cumprida a prisão, ele resolveu confessar que matou a ex-companheira e o filho, em tese, por envenenamento e apontou o local onde teria ocultado os corpos.

De acordo com o Delegado de Polícia Diogo Medeiros, segundo relatado pelo investigado, a suposta motivação do crime se deu pelo fato de ter descoberto que a ex-companheira estava se relacionando com outra pessoa.

Com o apoio de policiais civis de Rio dos Cedros, no bairro Cedro II, zona rural, o investigado apontou onde enterrou os corpos em meio a mata. O IGP e o IML compareceram para a realização das perícias. O apoio da DPCAMI da Palhoça e da DPMU de Rio dos Cedros foi essencial para o esclarecimento do caso.

 

Fonte: Polícia Civil de SC

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul