#PraCegoVer Na foto, um menino faz o sinal de sentido ao lado de policiais militares
Nesta terça-feira (12) Benjamin ele foi surpreendido pelos agentes do 1º Comando Regional da Polícia Militar quando foi receber seu atestado de cura no Hospital Joana de Gusmão. Eles foram aplaudi-lo - Foto: 3º sargento Paulo Henrique Santana | Divulgação

O menino Benjamin Nickolas Rodrigues Neves tem apenas cinco anos, mas já sabe exatamente qual sua missão no mundo: ser herói! De certa forma ele já é. Após dois anos e quatro meses de muitas batalhas, o pequeno venceu a guerra contra a leucemia linfoide aguda (LLA). E foi com sua farda de policial militar que ele deixou, nesta terça-feira (12) pela manhã, o ambulatório da oncologia do Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis. Mas não antes de tocar o sino, que simboliza a cura, ao lado de seus familiares e seus futuros colegas na Polícia Militar de Santa Catarina!

#PraCegoVer Na foto, um menino toca um sino. Do lado estão seus familiares e um policial militar
Benjamim tocou o sino da cura nesta terça-feira (12) – Foto: 3º sargento Paulo Henrique Santana | Divulgação

A pedido dos pais, os agentes do 1º Comando Regional da Polícia Militar de Santa Catarina participaram da homenagem. Benjamin ama a PM e seu sonho é, no futuro, vestir uma farda de verdade igual a do seu tio, que é militar e um dia presenteou o sobrinho com uma farda. Tem até o nome dele bordado. Benjamim nem andava direito, mas já era a sua brincadeira favorita: vestia a farda, subia na motoca de brinquedo e fazia as rondas da casa. Quando os pais receberam seu diagnóstico foi no símbolo da PM que se apoiaram para dar forças ao filho.

#PraCegoVer Na foto, um menino faz o sinal de sentido ao lado de uma viatura policial
O sonho de Benjamin é, um dia, vestir uma farda de verdade igual a do seu tio, que é militar – Foto: 3º sargento Paulo Henrique Santana | Divulgação

Eles diziam para Benjamin que o garoto iria vencer a guerra contra o câncer, pois era um soldado valente. E foi assim ao longo de todo o extenso tratamento. O garotinho fazia as sessões de quimioterapia e quando chegava em casa vestia a sua farda de soldado valente. Quando a quimioterapia terminou, os pais o levaram para conhecer o quartel do 4º Batalhão de Polícia Militar, em Florianópolis. Eles estavam do lado de fora e a criança olhava curiosa o prédio. Por acaso, o major Jafer Fredson Fernandes, que inclusive participou da homenagem de despedida do menino do hospital nesta terça, os viu e os convidou para entrar e conhecer o quartel. “É uma missão importante estarmos aqui e poder atender o pedido da família e o sonho de Benjamin”, valoriza o major Jafer.

Informações: Marcelo Passamai | 1º Comando Regional de Polícia Militar
Texto: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul