Amanda Menger
Tubarão

Quem transita pela SC-438, próximo à Combemtu, já deve ter observado que a lombada eletrônica não sinaliza a velocidade dos motoristas que transitam no sentido Tubarão/Gravatal. O equipamento está com problemas há mais de dois meses e não há consenso entre a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) e o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) se o redutor de velocidade registra aqueles que trafegam acima dos 50 quilômetros por hora (limite estabelecido para o local).

“Houve um problema no sensor de velocidade que fica sob a pista. Já pedimos para a empresa que faz a conservação vir arrumar, eles prometeram que nos próximos dias virão para fazer o trabalho, pois estão em outro serviço na BR-101”, explica o funcionário do Deinfra em Tubarão Valdir dos Santos.
Mesmo sem a conservação, fica o alerta da PMRv. “Mesmo que a lombada não esteja marcando, aquele é um local de muito trânsito de veículos e de pessoas, já que fica em frente a uma escola. Então, os motoristas devem fazer a sua parte e andar dentro do limite permitido”, alerta um policial.