Rafael Andrade
Tubarão

Ainda faltam quatro meses para terminar o ano e, segundo dados das polícias Civil e Militar de Tubarão, o número de assaltos à mão armada na cidade já ultrapassou a quantia de todo o ano passado.
Ao observar os pontos que mais sofrem ações dos bandidos, o comandante interino do 5º Batalhão da Polícia Militar de Tubarão, major Flávio Knabben, pretende investir em programas preventivos este mês. Vários PMs já são preparados para estreitar o relacionamento com o público e farão visitas constantes a comerciantes.

Padarias, farmácias, lotéricas, saídas de banco, relojoarias, postos de combustíveis e lanchonetes foram os principais alvos até agora dos ladrões. Um destes assaltos terminou na morte de Evandro Luiz Vitorazzi Benedet, 38 anos. Ele morreu em 25 de fevereiro, após ser baleado na cabeça, na fuga de um roubo, no centro. Ficou três dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Nossa Senhora da Conceição, mas não resistiu.

“Somos servidores públicos. Observamos muito acréscimo à violência urbana, principalmente em Tubarão e região e o de trabalho preventivo trará resultados positivos a médio e longo prazo. O policial vai averiguar com os comerciantes se está tudo bem, apresentar-se e reforçar que faz a segurança daquela ou dessa região e está disponível para auxiliar em eventuais problemas”, esclarece o major Flávio.
“Caso um bandido armado invada o seu ponto comercial, não reaja de forma alguma. Não faça movimentos bruscos e ‘colabore’ com a ação do ladrão. Após a sua fuga, o 190 deve ser contatado imediatamente”, ensina Flávio.