Marcos Dário Siqueira (E), 25, cumpria pena por homicídio. Sidney Nunes (D) estava preso por assalto à mão armada.
Marcos Dário Siqueira (E), 25, cumpria pena por homicídio. Sidney Nunes (D) estava preso por assalto à mão armada.

Tubarão

Não contentes com o aconchegante alojamento com colchões ortopédicos, refeição diária balanceada, temperatura amena graças à manta térmica do prédio do semiaberto do Presídio Regional de Tubarão, os dois detentos que fugiram na sexta-feira continuam foragidos.
Os acusados de assassinato Marcos Dário Siqueira e de assalto Sidney Nunes, ambos de 25 anos, estão soltos. A polícia acredita que eles já voltaram à terra natal. Marcos é de Florianópolis e Sidney de Itajaí. A dupla era considerada de bom comportamento, por isso foi transferida para o semiaberto de Tubarão, que pode comportar até 120 reclusos neste regime.
 

No entanto, eles não quiseram saber de prisão, mesmo que apresente boas condições, e decidiram passar o Natal e o Réveillon livres. Eles fugiram do pátio de sol com um terceiro detento, também da capital, que foi recapturado no mesmo dia. O trio pulou a cerca, atravessou um terreno do Exército, o Rio Tubarão a nado e saiu na região de Alto Pedrinhas, no bairro do KM 60, em Tubarão.
Foi a primeira fuga do novo complexo no bairro Bom Pastor.