Rafael Andrade
Tubarão

O único curso deste ano de formação de promotores de polícia comunitária da Amurel termina hoje. No total, 56 agentes de segurança e líderes comunitários de 17 municípios da região formam-se hoje, às 21 horas, na Unisul, em Tubarão. Eles participaram de aulas teóricas e troca de experiências durante dez dias. O foco da capacitação é formar cidadãos atuantes nos bairros e em contato constante com os moradores.

O curso foi ministrado no bloco pedagógico da Unisul, com organização da Secretaria Nacional de Segurança Pública. Mais nove microrregiões de Santa Catarina formam promotores hoje. Ao todo, são quase 500 alunos pelo estado.
O coordenador estadual de polícia comunitária, tenente-coronel Emilson Carlos de Souza, explica que o curso é um multiplicador de profissionais ligados à área de defesa do cidadão. “Credenciamos o promotor a agir conforme a necessidade de cada comunidade”, explica Emilson.

As principais disciplinas discutidas durante as aulas foram: relações interpessoais; direitos humanos; mediação de conflitos; polícia comunitária e sociedade; estruturação dos consegs; gestão pela qualidade; e troca de experiências.
“Prevenir o crime. Este é o verdadeiro papel do promotor de polícia comunitária”, conclui a coordenadora do curso na Amurel, a policial civil Maria Aparecida Joaquim.