O adolescente N.M.S, que morreu durante um confronto com a Polícia Militar, foi identificado como um dos autores de um duplo homicídio que aconteceu no bairro Paraíso, em Criciúma. O fato completou um ano em fevereiro deste ano. Marcos Back, de 31 anos e Paulo César Padilha, de 29 anos, foram as vítimas, assassinados a tiros. Com este caso, a polícia atingiu 100% de elucidação dos homicídios de 2018. 

De acordo com o delegado André Milanese da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Criciúma,  as investigações apontaram que Marcos Back foi morto em razão de disputa de tráfico de drogas, enquanto que Paulo Padilha foi morto por engano, pois o mesmo acompanhava a outra vítima no momento do ocorrido. “Desde o princípio da investigação foi obtida informação de que se tratavam de três autores, sendo um deles o adolescente N., à época com 16 anos de idade, que teria agido com outros dois maiores de idade. Não conseguimos confirmar tal informação, pois o veículo utilizado na fuga foi incinerado, a arma do crime não foi encontrada e N. negou ter participado do homicídio”.

Entretanto, de acordo com o delegado, no dia 2 de fevereiro deste ano, após a morte do adolescente, algumas pessoas confirmaram em depoimento o envolvimento dele no duplo homicídio. “Com tais depoimentos a Polícia Civil entende que o crime está parcialmente esclarecido, mesmo não estando ainda identificados os outros dois partícipes”, relatou.