#Pracegover foto: na imagem há o veículo da Polícia Civil
#Pracegover foto: na imagem há o veículo da Polícia Civil

Um estelionato na modalidade do golpe do “bilhete premiado” ocorrido no dia 26 de julho, em Tubarão, foi elucidado pela Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Tubarão. A vítima, um homem de 76 anos, teve um prejuízo de cerca de R$ 10 mil.

No dia do fato, a vítima foi abordada por um homem, que disse que precisava de auxílio para sacar o dinheiro que havia ganhado na mega sena e que daria uma gratificação para quem ajudasse. Logo em seguida, outro homem chegou dizendo supostamente ser advogado e que poderia ajudar.

O suposto advogado disse à vítima que ela precisaria de dinheiro para pagar algumas taxas para sacar o dinheiro do prêmio. A vítima sacou cerca de R$ 6 mil e entregou aos golpistas, os quais saíram do local com o dinheiro e com o cartão da vítima. Depois, foram realizados outros saques com o cartão.

Os policiais civis identificaram um homem de 32 anos e outro de 61 anos como autores do crime. Ambos já tinham passagens por estelionato. De posse dos mandados de prisão dos suspeitos, a Polícia Civil empreendeu esforços no intuito de capturar os suspeitos, contudo, até o momento, eles estão foragidos.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: PCSC