Armazém

A Polícia Civil de Armazém já colocou atrás das grades o acusado de assassinar José Rodrigues, de 58 anos, no último dia 9, no interior do município. O autor teria sido o próprio irmão da vítima. José era conhecido como “Zezo” ou “Índio”.

Desde o dia do crime, informações foram levantadas para esclarecer o fato e definir a autoria, e antes das primeiras 24 horas do homicídio, as investigações já apontavam um suspeito. O delegado e os investigadores chegaram à conclusão que de fato o próprio irmão havia lhe desferido golpes em seu corpo, resultando em sua morte.

O delegado Marcelo Santos de Bitencourt representou ao juiz da comarca de Armazém pela prisão temporária do acusado, deferida na última sexta-feira. O irmão foi encontrado pelos investigadores no bairro São Francisco, ao caminhar por uma rua próxima da casa de sua mãe.

Ele confessou a autoria e disse que havia saído da residência onde morava com a vítima que agrediu até a morte. Após as diligências e exame obrigatório de corpo de delito no Instituto Médico-Legal (IML), em Tubarão, ele foi encaminhado ao Presídio Regional Masculino, na Cidade  Azul. O inquérito será encaminhado ao Fórum de Armazém.

Este foi o único assassinato em Armazém neste ano.
 
Zezo morava no bairro São Francisco. João chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, foi levado ao Hospital Santo Antônio, mas não resistiu e veio a óbito cerca de uma hora depois devido à perda significativa de sangue e às múltiplas fraturas.