Família de Lara recebeu policiais, ontem, em hospital de Florianópolis  -  Foto:Divulgação/Notisul
Família de Lara recebeu policiais, ontem, em hospital de Florianópolis - Foto:Divulgação/Notisul

Florianópolis

Na noite do último dia 27, a Guarnição que estava de serviço – composta pelo cabo Madeira, soldado Fabiano e soldado Mariany – atendeu uma ocorrência que envolvia um bebê de 1 ano e 10 meses. A menina havia se acidentado gravemente em casa e, segundo o solicitante, o pai, ela estava chorando e sangrava abundantemente.

De imediato, a Guarnição deslocou-se ao local e encontrou a vítima no colo da mãe, e constatou a hemorragia. Sem tempo para pensar devido à gravidade do ferimento, os policiais a colocaram na viatura e deslocaram à Policlínica de Garopaba. Sem tempo de acionar o Corpo de Bombeiros, haja vista que a base fica distante do local da ocorrência, os policiais optaram em preservar a vida da pequena.

A ação vigorosa e o comprometimento com o trabalho não parou por aí. Durante o deslocamento, fizeram contato com a Policlínica e informaram o estado grave da bebê. Ao chegar, médico e enfermeiros já aguardavam. A criança foi diagnosticada com suspeita de fraturas e hemorragia interna. Foi então que os policiais de Garopaba contataram o Batalhão de Aviação da Polícia Militar, que rapidamente passaram a ligação para o Batalhão de Aviação do Corpo de Bombeiros, pois, devido ao grave estado da vítima, ela teria melhor assistência.
 
Em seguida, a Guarnição acionou o Samu para levá-la ao local de pouso do helicóptero. Foi levada ao Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis, onde se recupera, com seus familiares, do grande susto!

Segundo o médico de plantão em Garopaba, a ação rápida dos policiais militares salvou a vida da criança. No hospital, Lara foi submetida a uma cirurgia de emergência por uma médica ortopedista. A intervenção cirúrgica definiu a preservação da vida da menina. No momento, esta aguardando alta do hospital.