Rafael Andrade
Tubarão

Atente-se! A partir das 8 horas de hoje, uma guia obrigatória deve ser retirada na Central de Óbitos por parentes de pessoas que falecerem em Tubarão. O local, que inaugura hoje, funciona na rua Padre Bernardo Freuser (rua da Escola Técnica) e ficará aberto 24 horas por dia. Não fechará aos domingos e feriados.

A guia propiciará aos parentes a liberação ou a retirada do corpo do familiar de hospitais, Institutos Gerais de Perícias (IGPs), Institutos Médicos Legais, clínicas de saúde e similares; o transporte do corpo por um carro especializado; o sepultamento; e o registro para a aquisição da certidão de óbito no cartório. As instituições citadas já têm o conhecimento da criação da Central de Óbitos.

Outros municípios no estado, como Florianópolis, Joinville, Blumenau e Criciúma, já contam com o serviço administrativo. A Central foi solicitada pelo vereador Edson Firmino, que apresentou o projeto de lei na câmara de vereadores em outubro do ano passado e conseguiu a aprovação dos demais colegas do legislativo. O projeto foi sancionado pelo prefeito Manoel Bertoncini, que reconheceu a necessidade do novo órgão e decretou a criação da lei municipal número 3.396, de 3 de dezembro de 2009.

“Este tipo de setor abre um leque de ganhos para Tubarão, principalmente no controle da mortalidade. Com isso, poderemos avaliar em quais áreas poderemos investir. É mais uma dica das carências do município. Ao fim do mês, teremos a noção exata de quantas pessoas morrem na cidade, quais os principais motivos e onde precisamos melhorar”, explica Firmino.