Tubarão

Após 33 dias da reabertura do Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório (Casep) de Tubarão, a avaliação é extremamente positiva pela coordenação da instituição, que voltou a funcionar no dia 10 do mês passado. Uma rebelião ocorrida em agosto de 2012 deixou o local sem condições de abrigar os menores infratores. 
 
O Casep passou por uma ampla reforma, em um investimento do governo do estado de quase R$ 600.000,00. O custo inicial era de R$ 474.140,67, mas o valor aumentou após o confronto, pois o projeto teve que passar por ajustes.
 
A estrutura foi praticamente reconstruída em um ano e seis meses. Os espaços foram ampliados, com as celas individualizadas com banheiros, o local para o banho de sol, as salas de refeições, de atividades, de aula e cozinha. A instituição comporta 12 adolescentes. Hoje, são cinco adolescentes que ocupam o prédio. 
 
Para a coordenadora do Casep, a assistente social Sandra Regina Milioli, tudo mudou. “Nossa estrutura melhorou significativamente após a reforma”, declara. Conforme ela, eles têm quartos individuais, cada um com banheiro, somente a área de banho é coletiva.  
 
A previsão é de que em duas semanas, as aulas tenham início dentro da instituição, por meio do Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja). Hoje, eles participam de oficinas terapêuticas e de aulas de strett dance.
 
Na próxima semana, os internos terão aulas de violão e de artefatos de cimentos, com a produção de vasos e outros utensílios. O Casep é administrado pela Organização Não Governamental (ONG) Multiplicando Talentos.