Dois bombeiros militares morreram soterrados enquanto tentavam resgatar um bebê na madrugada desta terça-feira (3), no Morro do Macaco Molhado, no Guarujá, Baixada Santista. Os bombeiros mortos em serviço são os cabos Marciel de Souza Batalha, de 46 anos, e Rogério de Moraes Santos, de 43. Os dois atuavam no 6º Grupamento Marítimo.

Segundo a Defesa Civil, os dois militares ficaram soterrados nos escombros durante a operação de salvamento. O cabo Moraes chegou a ser resgatado, mas não resistiu aos ferimentos. O corpo do cabo Marciel de Souza Batalha ainda não foi encontrado. Segundo a comunicação do Corpo de Bombeiros, eles estavam na corporação há 12 anos.

O acumulado de chuva nas últimas 12 horas no Guarujá chegou a 282 mm de chuva, de acordo com a Defesa Civil. Em Santos, o total foi de 218 mm e em São Vicente, 169 mm. Como padrão de comparação, o volume esperado para todo o mês de março em Santos, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, é de 257 mm.

A previsão para esta terça-feira é de mais chuvas no litoral após a formação de uma área de baixa pressão e da circulação dos ventos nos altos níveis da atmosfera, diz a Defesa Civil. A chuva também causou a queda de quatro barreiras, duas na Rodovia Rio-Santos e outras duas na estrada Guarujá Bertioga. Diversas operações do Corpo de Bombeiros foram realizadas.