A Polícia Civil investiga a morte de Andréia Aparecida dos Santos, de 43 anos, encontrada morta na tarde de quinta-feira (21), em uma casa abandonada na rua Jorge Lacerda, no Centro de Lages.

Andreia foi encontrada em avançado estado de decomposição. A casa onde ela se encontrava está abandonada há anos e era usada por moradores de rua. A polícia suspeita que a mulher tenha sido vítima de feminicídio.

O caso foi encaminhado à Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI). Conforme o delegado da pasta, Roberto Carpeggiani Moreira, Andréia foi encontrada após a irmã dela procurar a delegacia, na quinta, para registrar um boletim de ocorrência por causa do desaparecimento da vítima.

A irmã relatou à polícia que a vítima costumava frequentar a casa, em questão, no Centro, com isso, os agentes foram até o local e encontraram o corpo.

Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) esteve no local, recolheu o cadáver e o levou para exames de necrópsia. Investigadores da Polícia Civil e peritos do Instituto Geral de Perícias também estiveram no local para fazer o levantamento da ocorrência.

A suspeita é que Andréia tenha sido assassinada, entretanto, Moreira esclareceu que apenas o resultado da perícia é que vai indicar o que aconteceu com ela. Ele informou que foi não possível perceber se havia sinais de violência. O laudo com a causa da morte deve sair na próxima semana.

Moradores ouvidos disseram que a casa, em questão, está abandonada há anos e costuma ser ocupada por moradores de rua. Uma janela do imóvel rente à calçada possui vários objetos pendurados. alguns bizarros. E no interior do imóvel, há muito lixo e as paredes encontram-se pichadas.