Braço do Norte

A Polícia Civil de Braço de Norte e o Instituto Geral de Perícias (IGP) de Tubarão fotografaram e recolheram materiais para tentar apontar, com a máxima precisão, as causas do gravíssimo acidente de trânsito registrado às 6h50min desta segunda-feira (10) na descida do morro de acesso à comunidade do Travessão – a poucos metros da ponte – , na SC-370, uma das mais movimentadas do Estado. Foi uma colisão envolvendo dois veículos, o condutor de um deles, uma Blazer com placas de Orleans, morreu na hora. O Portal Notisul foi um dos veículos que trouxe a triste notícia em primeira mão, logo pela manhã. Uma das cenas que mais chamou a atenção das autoridades foi a marca no velocímetro da Blazer: 110 km/h. A máxima permitida no trecho é de 80 km/h.

O motorista do Sandero, que se envolveu na colisão, foi encaminhado ao Hospital Santa Teresinha – onde está internado -, em Braço do Norte, com ferimentos nos membros superiores. Segundo o Corpo de Bombeiros, o estado de saúde era estável durante o atendimento.

Na Blazer, o motorista José Luiz Floriano, 40 anos, teve morte instantânea. Com ele estavam outras duas pessoas. Uma foi atendida pelo Samu. A outra vítima foi socorrida pelos bombeiros de Armazém. Ela reclamava de dores na região do tórax e também foi levada ao Hospital Santa Teresinha, com suspeita de hemorragia interna. Até o início da noite desta segunda, não havia risco de morte para os feridos.

A batida ocorreu no km 153,3 da rodovia. Segundo informações da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) do posto de Gravatal, a Blazer fazia uma ultrapassagem e ao retornar à sua pista atingiu o outro carro, que seguia no mesmo sentido (Braço do Norte/Gravatal). Os dois veículos acabaram caindo em uma grota.

Foto: NazarenoSchmoeller Souza