Um menino de apenas sete anos faleceu após ter sido brutalmente agredido por um professor de uma prestigiada escola particular católica. A história do pequeno Aldo Moroni ocorreu em 1980 na escola St Columba’s College na Escócia.

Contudo, a verdade sobre o que aconteceu com ele só veio à tona em um inquérito aberto agora. De acordo com o inquérito, um padre e professor chamado David Mckell agrediu o pequeno Aldo até a sua morte. O motivo da agressão? Aldo teria demorado demais ao usar o banheiro.

No inquérito, o ex-aluno Edward relatou que o padre e professor abusou sexualmente dele e de outros alunos da instituição. “Ele abusou de mim umas duas dúzias de vezes. Ele me acordava no meio da noite para cometer os abusos, eu devia ter entre sete e oito anos. E se eu chorasse, ele me batia. Isso me aterroriza até hoje”, contou Edward que atualmente tem 64 anos.

Ele só conseguiu falar sobre os abusos agora. Seu sobrinho também frequentou a instituição na época em que Aldo faleceu. Ele inclusive testemunhou a morte da criança e relatou a Edward o que viu. O sobrinho de Edward disse o seguinte a ele: “O padre começou a bater no Aldo e haviam muitos gritos. Foi ficando pior e quando vimos uma ambulância estava lá e depois quando nos demos conta estávamos no velório do Aldo”.

O padre que cometeu os terríveis crimes faleceu em 1998. O inquérito sobre o caso ainda está acontecendo e foi divulgado pelo jornal britânico Daily Mail.