Maycon Vianna
Tubarão

O condutor de um Clio com placas de Tubarão deu trabalho para os policiais militares por volta das 16 horas de ontem. Embriagado, ao dar à marcha ré, o homem colidiu na traseira de um Golf, também com placas de Tubarão, na avenida Patrício Lima, próximo ao Posto Gonçalves, no bairro Humaitá de Cima.
Insatisfeito com a situação, o motorista do Golf acionou a PM, que fez o flagrante. O homem negou-se a fazer o teste do bafômetro e foi encaminhado à Delegacia de Delitos de Trânsito de Tubarão, onde pagou fiança para ser liberado. “Tenho curso superior. Vocês não podem colocar a mão em mim”, dizia o motorista do Clio.

A colisão parou o trânsito por cerca de dez minutos entre a avenida Patrício Lima e a rua João Fernandes Lima (da Sorgitu). Quando os soldados chegaram, já havia muitos curiosos no local. “Fomos acionados e ainda perguntamos se ele gostaria de fazer o teste do bafômetro. Como ele recusou, não tivemos outra escolha a não ser levá-lo para a delegacia”, diz o policial militar Adriano Silva.
O motorista do carro atingido disse que o homem embriagado chegou a oferecer R$ 1 mil para ele ficar quieto. “Ele queria me subornar, dizendo que pagaria tudo e me daria uma quantia em dinheiro. Logicamente, não aceitei e fiz o mais certo: chamei a PM”, relatou.