Junior, 22, morava na localidade do Morro do Bem Bom, em Tubarão  -  Foto:Divulgação/Notisul
Junior, 22, morava na localidade do Morro do Bem Bom, em Tubarão - Foto:Divulgação/Notisul

Rafael Andrade
Tubarão

Se há audácia dos bandidos nos tempos atuais, isto todos já sabem. Não querem mais saber se é madrugada, manhã ou tarde. E quando um assassinato pode ser motivado por acerto de contas ou ter ligação com o crime organizado, como o tráfico de drogas, aí mesmo que as partes envolvidas não têm o menor pudor em praticar tal ato. Tubarão teve o seu quinto homicídio do ano registrado ontem, em plena luz do dia, por volta das 15h15min, na avenida Marechal Deodoro, no bairro Oficinas, dentro de uma estofaria, na beira-rio, bem próximo à Ponte Manoel Alves dos Santos (do Morrotes). É um ponto de intenso movimento, já que liga três grandes e populosos bairros: Fábio Silva, Morrotes e Oficinas.

Junior de Oliveira Cláudio, 22, foi morto com quatro tiros no rosto. A arma utilizada no crime teria sido uma pistola 9 milímetros, de uso restrito. Testemunhas informaram à polícia que dois homens executaram o rapaz. A motivação deste, que é o 29º assassinato na região, ainda não foi definida pelas autoridades. A dupla teria fugido de moto em direção ao Morro do Caeté, nas proximidades. Uma equipe do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) da Polícia Militar chegou à estofaria cerca de dois minutos após ser acionada. A Divisão de Investigação Criminal (DIC), coordenada pelo delegado Rubem Teston da Silva, que também esteve em diligência, está à frente do caso. Dois suspeitos chegaram a ser detidos cerca de 45 minutos depois do homicídio, mas até o fechamento desta página, por volta da 22h30min, não havia a confirmação da participação deles no crime. O Instituto Geral de Perícias (IGP) realizou a perícia e o Instituto Médico Legal (IML) recolheu o corpo. 

O último homicídio na Amurel tinha sido registrado em Laguna, na última quinta-feira. Antônio Carlos Diecks Fernandes, 35, foi morto no bairro Progresso.

“Ele vagava na região nos últimos dias”
A citação é de um empresário que trabalha a cerca de 50 metros do local do assassinato de ontem. Disse que o jovem estava meio sem rumo. Muitos moradores e comerciantes da localidade preferem ficar em silêncio, temendo represálias. A polícia teve algumas dificuldades para conseguir informações sobre o fato.

29
Este é o número de homicídios registrados na região neste ano. Foi o quinto em Tubarão. Laguna continua na liderança deste ranking negativo.
• Laguna – 14
• Tubarão – 5
• Imbituba – 4
• Sangão – 1
• Capivari de Baixo – 1
• Garopaba – 1
• Jaguaruna – 1
• Braço do Norte – 1
• Pedras Grandes – 1