Os bombeiros utilizaram 204 mil litros de água para conter o incêndio.
Os bombeiros utilizaram 204 mil litros de água para conter o incêndio.

Jaguaruna

Um incêndio de grandes proporções começou às 23 horas de quarta-feira, em um silo de arroz, na localidade de Jabuticabeira, em Jaguaruna. O fogo atingiu o secador do produto (três turbinas) e os bombeiros voluntários da cidade conseguiram apagar as chamas somente às 15h40min de ontem.

O secador de arroz estava carregado com mil sacos de grãos. Cada um deles possuía 50 quilos. Segundo o agrônomo Clair Souza, o prejuízo total é de R$ 200 mil, entre os grãos perdidos do produto e a estrutura do secador, que ficou danificada. “Em relação aos grãos, os danos giram em torno de R$ 25 mil, porém, ainda temos os prejuízos futuros, porque precisamos locar outro silo para darmos continuidade aos trabalhos”, afirmou.

O combate ao incêndio durou 16 horas e 204 mil litros de água foram utilizados. Segundo o comandante operacional dos bombeiros voluntários de Jaguaruna, Fabiano Dias, o que mais dificultou o trabalho foi o fato de o equipamento secador não ter acesso para a realização do esvaziamento rápido, quando o fogo ficou enclausurado. “Todas as nossas tentativas foram para abafar o material incandescente e apagar de vez as chamas”, explicou. Também trabalharam na operação os bombeiros de Tubarão e Capivari de Baixo. As causas do incêndio ainda não foram descobertas. O silo de arroz pertence aos empresários Argemiro Nunes e Gelson Francisco Martins.