Maycon Vianna
Tubarão

A Polícia Civil de Tubarão iniciou ontem o trabalho de investigação para descobrir o assassino da jovem Daiane Espíndola, 20 anos, na noite de terça-feira. A jovem foi alvejada próximo à ponte Manoel Alves dos Santos (do Morrotes), em Tubarão.

A polícia trabalha com a suspeita de que o crime tenha sido cometido pela mesma pessoa que matou o serralheiro Roge Moreira, de 25 anos, há cerca de 40 dias, no mesmo local. Alguém com influência na localidade do Morro do Becker, no bairro Monte Castelo.

Uma única bala (e não três, como cogitado inicialmente) atingiu a vítima, no braço, atravessou coração, pulmão e ficou alojada em uma das costelas.
Os moradores da localidade onde ocorreu o homicídio acreditam em uma possível queima de arquivo, já que Daiane teria testemunhado contra o principal suspeito de ter matado Roge. Um conhecido da jovem, inclusive, afirmou que ela passou a sofrer ameaças constantemente após o assassinato do dia 6 de junho.

O local dos homicídios é usado com freqüência para tráfico de drogas. “A qualquer momento, pode ocorrer um engano, inocentes podem perder vidas. É preciso ficar atento, mais pessoas podem ser envolvidas”, relata Cláudio da Silva, morador do bairro Fábio Silva.