Maycon Vianna
Tubarão

O assassinato de Renato Elias de Oliveira (foto no quadro ao lado), 22 anos, é visto sob um ângulo diferente pela sua irmã mais velha. O jovem morreu após receber uma facada de seu pai, na região do abdômen, por volta das 6 horas de domingo, em frente a um bar localizado na rua Andrino Sales Borges, bairro Andrino.

A irmã, de 17 anos, defende o pai. “No desespero, antes de desaparecer, ele disse que não queria acertar o meu irmão para assassiná-lo. Passo a crer que pode ter sido um golpe involuntário, no calor da discussão. Se fosse para matar, ele teria esfaqueado o coração ou a cabeça. Não acredito que ele deu o golpe fatal. Se fosse assim, ele já teve outras oportunidades”, avalia ela, que é casada e não mora mais com os pais.

A família de Renato Elias está em estado de choque após a trágica morte do jovem. O pai, de 44 anos, que tinha muitas brigas com o filho, segue desaparecido. A polícia já decretou a prisão preventiva por homicídio doloso.
Na tarde de ontem, as duas irmãs da vítima, a de 17 e outra de 5 anos, estavam em casa, abaladas, enquanto a mãe foi prestar depoimento aos investigadores da Central de Polícia Civil de Tubarão. “Ele incomodava muito os pais, não trabalhava e vivia pelas ruas. Chegava de madrugada, mas isso não justifica ser assassinado. Eu amo meu irmão, passamos momentos de grande pesadelo”, relata a irmã mais velha.

Renato Elias morava com os pais em uma casa de madeira pequena, localizada na rua Andrino Salles Borges. Segundo informações de testemunhas que presenciaram o crime, bastou uma facada na região do abdômen para que ele viesse a óbito. “Não teve muito sangue, só uma pequena poça. O problema foi a hemorragia interna. Quando ele chegou ao hospital, já estava morto. Foi uma tragédia”, detalha o operador de máquinas Paulo Renato Silva, vizinho da família.

Provável causa da discussão
Segundo a mãe de Renato Elias de Oliveira, 22 anos, pediu R$ 5,00 para ela, que negou. Suspeita-se que o rapaz era usuário de drogas e na madrugada de domingo tenha agredido a mãe. Indignado ao ver a cena, o pai partiu para cima do filho.

Eles brigaram dentro de casa e depois o jovem fugiu e foi encontrado pelo acusado de matá-lo em frente a um bar. O pai tinha uma faca escondida na cintura e deferiu um golpe certeiro no abdômen. Renato faleceu no local do crime, antes da chegada dos socorristas do Samu.