Mirna Graciela
Tubarão

Um tubaronense de 54 anos foi preso ontem à tarde na agência da Caixa Econômica Federal, no Centro de Tubarão, acusado de ter matado a ex-esposa. O crime ocorreu em 2001 e o mandado de prisão expedido no dia 4 de fevereiro pela 1ª Vara Criminal. Ele foi condenado a 14 anos de prisão.

Os agentes da Central de Operações Policiais (COP) de Tubarão o prenderam de forma discreta para não alarmar os clientes. No momento da ação policial, o acusado estava abrindo uma conta-corrente, por volta das 15h30min, acompanhado de sua atual mulher. Ele foi conduzido ao Presídio Regional de Tubarão. A operação foi efetuada com o apoio da Polícia Civil do município.

Outro homicida foi preso na última sexta-feira, em Treze de Maio. Um paranaense de 41 anos era procurado pela justiça do Paraná e tinha mandado de prisão por homicídio qualificado. Após receberem do judiciário local as informações da comarca de Toledo (PR), os agentes da COP deram início às investigações sobre o paradeiro do foragido, que tinha passado por Tubarão.
A operação contou com a parceria dos policiais civis e militares de Treze de Maio. Após a prisão, ele foi encaminhado para o Presídio Regional de Tubarão e será recambiado para julgamento no Paraná.