A única lagoa da região que possui guarda-vidas é a do Arroio Corrente, em Jaguaruna
A única lagoa da região que possui guarda-vidas é a do Arroio Corrente, em Jaguaruna

 

Mirna Graciela
Laguna
 
Os guarda-vidas já estão ‘fixos’ nas praias da região. E logo no segundo dia da operação veraneio, foi registrada a primeira morte por afogamento. Foi domingo, por volta das 20h30min. 
 
Manoel Pereira dos Santos, 47 anos, pescava com um amigo em uma canoa, na Lagoa Santo Antônio, na localidade de Nova Fazenda, em Laguna. Não se sabe ao certo o que ocorreu. 
 
Quando seu amigo percebeu, Manoel já estava na água. A suspeita é de que ele tenha sofrido um mal súbito e caído na lagoa. Os bombeiros foram acionados, mas, quando chegaram ao local, a vítima não apresentava mais pulsação.
 
Os três profissionais fizeram todos os procedimentos padrões. Um ciclo de manobra completa para reanimá-lo foi realizado, com ressuscitação cardiopulmonar e ventilação (respiração). 
 
Manoel foi levado pela guarnição dos bombeiros ao Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos, em Laguna, onde foi confirmado seu falecimento. 
 
A maior incidência de mortes por afogamento ocorre em lagoas, pois não são guarnecidas pelos guarda-vidas. Por isso, o Corpo de Bombeiros de Tubarão faz um alerta às pessoas que costumam banhar-se em lagoas, rios e cachoeiras da região. A única da região que possui guarda-vidas é a do Arroio Corrente, em Jaguaruna, considerada a mais perigosa. 
 
Na temporada de verão 2010, ocorreram dez óbitos. Sete em lagoas, rios e cachoeiras, nos quatro municípios de abrangência do Corpo de Bombeiros de Tubarão (Jaguaruna, Laguna, Imbituba e Garopaba).