Marco Aurélio Antônio Nascimento, de 38 anos, é natural de Laguna e deixa esposa e filhos  -  Arquivo de família/Divulgação/Notisul
Marco Aurélio Antônio Nascimento, de 38 anos, é natural de Laguna e deixa esposa e filhos - Arquivo de família/Divulgação/Notisul

Silvana Lucas
Laguna

 

35º homicídio neste ano, na região, ocorreu na noite desta segunda-feira, em Laguna, onde o último havia sido registrado em 14 de setembro. Com isto, o número de assassinatos ultrapassou as 34 mortes do ano passado. E a Cidade Juliana iguala-se a Tubarão com 12 mortes (confira no quadro). 

Marco Aurélio Antônio Nascimento, de 38 anos, morreu após ser alvejado por volta das 21h15min no bairro Ponta das Pedras. No momento do crime, ele e sua esposa estavam em um bar localizado em uma antiga associação, na estrada geral da comunidade.

A Polícia Militar (PM) foi acionada e, ao chegar ao estabelecimento, encontrou Marco Aurélio atingido por três tiros. Um acertou a face, outro a coxa e o terceiro a lateral do abdômen. 

“O responsável pelos disparos já foi identificado, mas está foragido. É um adolescente de 15 anos, morador da cidade e conhecido da vítima”, informou o delegado responsável pela Divisão de Investigação Criminal (DIC), Rubem Thomé Filho. O policial também acrescentou que várias pessoas serão ouvidas, inclusive familiares dos envolvidos e que a motivação do crime provavelmente ocorreu por desavenças de vizinhos.

Marco Aurélio é natural de Laguna, era casado e tinha filhos. O corpo foi encaminhado ao Instituto Geral de Perícias (IGP) e liberado na manhã de ontem para o sepultamento.

35 homicídios na região neste ano
Laguna – 12
Tubarão – 12 
Imbituba – 5 
Armazém – 1 
Braço do Norte – 1
Capivari de Baixo – 1 
Jaguaruna – 1
Sangão – 1 
São Ludgero – 1