Rafael Andrade
Imbituba

Adilso Felisberto, 46 anos, morreu na madrugada desta sexta-feira, no quilômetro 299,5 da BR-101, na localidade de Itapirubá, em Imbituba. Moradores das marginais da rodovia avistaram o corpo por volta das 8 horas. Adilso estava caído no acostamento.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Paulo Lopes esteve no local para avaliar a situação e constatou que não havia sinais vitais no pedestre. Profissionais do Instituto Geral de Perícias (IGP) de Laguna foram acionados para recolher o corpo. A cena do acidente indicou que Adilso foi atropelado por uma carreta por volta das 3 horas.

“Ou o motorista fugiu do local ou nem sentiu que atropelou um homem. A vítima morava na região onde morreu”, informa um patrulheiro.
A Polícia Civil de Imbituba também foi acionada, e foi descartada a hipótese de homicídio, já que as lesões no corpo de Adilso apontavam atropelamento. “Um inquérito deve ser instaurado para tentar encontrar o culpado do acidente”, explica o delegado Luiz Carlos Jeremias.

Caso o caminhoneiro responsável seja encontrado, poderá responder por homicídio culposo ou doloso e ainda pagar uma alta multa por ter fugido e acumular pontos na carteira de habilitação ou ter o documento apreendido ou cassado.
Não houve outros acidentes graves na região de Tubarão na BR-101 nesta sexta-feira. Na SC-438, um motoqueiro colidiu de frente com outro em Braço do Norte e quebrou dois dedos.