O tenente Romário, assessor do Corpo de Bombeiros do Ceará, disse que familiares conseguiram conversar com pessoas que estão sob os escombros de um prédio de 7 andares que desabou nesta manhã em Fortaleza. Até o momento, uma pessoa morreu e três pessoas foram resgatadas com vida. “Temos relatos de pessoas que conseguiram conversar por telefone com gente que está dentro da estrutura colapsada e a gente está usando isso como referência para fazer as buscas”, disse ele em entrevista à Globonews.

Ele explicou que esses relatos estão ajudando a guiar os bombeiros nas buscas. “O trabalho é feito por duas vias: tanto pela busca direta de pessoas com as equipes fazendo a varredura auditiva, algum sinal que indique a presença de pessoas, como também com base no relato de familiares, amigos que estavam do lado de fora e que vão indicando.”

Segundo o tenente, ainda não há informações sobre o número exato de vítimas que estavam no prédio no momento do desabamento. “Todo esse trabalho tem tudo para durar alguns dias, existem muitas camadas onde é possível haver pessoas”, explicou.

https://notisul.com.br/seguranca/152584/primeira-morte-e-confirmada-em-desabamento-de-predio-em-fortaleza

https://notisul.com.br/seguranca/152583/predio-residencial-de-7-andares-desaba-em-fortaleza-ce