Edson Olegário, o Edinho, morreu na madrugada desta quarta-feira (9) ao perder o controle do seu carro e bater em um poste na zona Rural de Camboriú. Edinho voltava do seu sítio onde participava de um encontro entre amigos para comemorar seu aniversário. Ele completaria 57 anos hoje.

Edson administrou Camboriú entre 2005 e 2008. O velório ocorre no pavilhão do Gideões Missionários da Última Hora, anexo à Igreja Assembléia de Deus. O sepultamento será às 17h. Ele deixa mulher e três filhos.

A prefeitura da cidade emitiu nota oficial. O prefeito Elcio Kuhnen decretou luto de três dias.

Acusado de assassinato

Edinho seria julgado no dia 31 deste mês, através do júri popular. Ele foi acusado pelo MP de ser o mandante da morte de Eneri Antônio Souza, irmão do ex-vereador Ângelo de Souza. De acordo com as investigações da polícia, o alvo seria o vereador, mas o pistoleiro errou o alvo e matou o irmão. O ex-prefeito chegou a ser preso em 2010, mas dizia que era inocente.