Tubarão

O candidato a deputado estadual pelo Partido Social Cristão (PSC) Douglas Antunes defende-se da acusação de compra de votos em Tubarão, no dia eleições, há menos de duas semanas. Ele garante que alguém usou o seu nome ao entregar vales alimentação do Supermercado Ofertex, no bairro KM 60.

Candidato pela primeira vez a uma vaga na assembleia legislativa este ano, Douglas somou 2.466 votos e garante que todos foram de eleitores fiéis às suas propostas e ao partido. “Viajei todo o estado durante a campanha. Consegui votos até em Dionísio Cerqueira, no extremo oeste, fronteira com a Argentina. Não tinha motivo algum para comprar os eleitores. Alguém ficou assustado com a nossa campanha humilde e de boas ideias e quis me prejudicar com essa história”, avalia Douglas.

Cerca de 25 eleitores procuraram o Notisul na segunda-feira da semana passada para denunciar que haviam recebido vales-alimentação de Douglas e alguns de seus assessores. “Recebi cerca de 30 vales deste candidato e fui enganada, eram falsos”, relata uma das eleitoras que teria vendido o voto.

Douglas revela que há intenção do PSC em lançar um candidato ao pleito municipal de 2012. “Talvez este possa ser o motivo da vontade dos opositores de me prejudicarem e prejudicarem ao PSC. Vamos aguardar o posicionamento da justiça para nos pronunciarmos oficialmente”, declara Douglas.
“Ainda não tive tempo para ouvir os envolvidos, mas o inquérito já está na fila para ser concluído”, informa o delegado Damásio Mendes Brito, responsável pelo caso.