O crack estava escondido no terreno de uma casa no bairro Oficinas. Na mão dos traficantes, a venda poderia render até R$ 20 mil.
O crack estava escondido no terreno de uma casa no bairro Oficinas. Na mão dos traficantes, a venda poderia render até R$ 20 mil.

Rafael Andrade
Tubarão

Há quase dez anos o crack chegou a Tubarão. Este ano, o uso da droga já é considerada uma epidemia por profissionais em segurança pública do município. Somente na Cidade Azul, 20 pontos de tráfico de crack são considerados críticos devido a intensa movimentação de usuários.
Em mais uma operação de combate ao tráfico nesta sexta-feira de madrugada, desta vez executada por agentes da Central de Polícia, coordenados pelo delegado Carlos Diego Araújo, quase um quilo de crack foi apreendido.

“Foi mais uma operação de sucesso. Recebemos a informação de que havia uma grande quantia em uma casa próxima ao Beco da Valdete, no bairro Oficinas, e fomos averiguar. O resultado é este: crack tirado de circulação. Há suspeitas de que há mais droga naquela região. Vamos intensificar as buscas”, antecipa Diego.
Os papelotes da droga estavam escondidos no terreno da casa suspeita. A dona do imóvel – uma senhora de idade – prestou depoimento e foi liberada. O dono do crack seria um traficante conhecido da região que somente escondia o entorpecente nesta casa.

Na quinta-feira, outras diligências foram feitas por policiais civis e militares no Beco da Valdete. A incursão resultou na recuperação de um quadro do artista plástico Willy Zumblick, cerca de 100 pedras de crack, dinheiro, joias e celulares. Um casal assumiu o pertence do material apreendido e foi encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão, conforme o Notisul antecipou na edição desta sexta-feira.
Há pouco mais de dois meses, quase quatro mil pedras de crack também foram apreendidas em Tubarão. A ação foi deflagrada pela Polícia Militar no bairro São Martinho.

Principais pontos de tráfico mapeados

• Morrotes
Beco do Quilinho e Beco do Bode.
•Oficinas
Beco da Valdete.
• Passagem
Área Verde.
• São Martinho
Grota, Taió, Morro da Gruta e Morro da Guampa.
• Guarda-ME
Cohab.
• São João-ME
Morro do Bem Bom e Divinéia.
• Santo Antônio de Pádua
Volta da Poeira.
•Monte Castelo
Beco do Siri.