Zahyra Mattar
Laguna

Uma tentativa de assalto terminou em morte na madrugada de ontem, na BR-101, em Laguna. Conforme o depoimento dado pelo caminhoneiro Marciano Mantovani, 27 anos, à delegada Vera Spalding Lessa, da Polícia Civil de Laguna, ele parou em um posto às margens do quilômetro 300 da rodovia, em Itapirubá, por volta de 1h30min, para tomar um café.

Neste momento, foi abordado por dois travestis, que lhe pediram carona. Ele negou o pedido e entrou na lanchonete do posto. Nisso, segundo o motorista, os dois travestis, o gaúcho Diego Santos do Nascimento, 19 anos, e David Fernandes Moura Mafra, 23, esconderam-se embaixo do eixo do caminhão Mercedes Benz placas MQU-8947, de Cariacica, Espírito Santos.

O veículo seguiu viagem até o quilômetro 309 da BR-101, na comunidade de Bentos, em Laguna, quando o caminhão começou a apresentar problemas. Antes mesmo que Marciano pudesse descer, foi surpreendido por David, que segurava uma faca em seu pescoço. Enquanto isso, Diego entrou na cabine pela outra porta, retirou a chave da ignição e jogou para David. Enquanto um ameaçava ‘furar’ o motorista, o outro revirava a cabine em busca de dinheiro.

O caminhoneiro reagiu, entrou em luta corporal com David e conseguiu pegar a faca. Desferiu algumas facadas contra o travesti, com o intuito de se defender, segundo o seu depoimento. Os travestis começaram a correr e Marciano foi atrás, já que eles levavam a chave do veículo. Ferido, David ficou para atrás e o motorista desferiu mais algumas facadas nele. Marciano pegou a chave da mão de David e voltou para o caminhão.

Foi então que percebeu que a mangueira de ar havia sido desengatada. Ele consertou o equipamento e seguiu até o posto de Cabeçudas, onde telefonou para a Polícia Militar. David morreu no local e Diego fugiu pela BR-101, mas foi capturado pela Polícia Militar ainda durante a madrugada.