Na madrugada de segunda-feira (11/03/2019), às 02h37min os Bombeiros de Araranguá foram acionados para atender uma ocorrência de arrastamento no rio da cidade, mais precisamente na Rua Coronel Apolinário Pereira, na localidade de Volta Curta. 

Chegando no local, a guarnição do ASU-449, composta pelo Cb BM Marcos Augusto Destro e pelo Sd BM Alexandre Assis Ré, se deparou com uma feminina adulta, orientada, boiando com o auxílio de um tronco em meio ao Rio Araranguá, a vítima era deslocada com velocidade devido a forte correnteza e por isso foi necessário acionar o apoio do Jetski e a guarnição do ABTR-121.

Antes de chegar os apoios, o Cb BM Marcos e o Sd BM Alexandre entram rapidamente na água e nadaram de encontro da vítima. Devido a velocidade da vazão do Rio Araranguá, a guarnição encontrou dificuldades para acessar a vítima, onde após alcançá-la foi necessário acalmá-la para em seguida estabilizá-la. Até conseguir acessar a margem do rio, os bombeiros foram arrastados por aproximadamente 1 km. O resgate durou cerca de 1 hora. 

Na ocorrência houve o apoio de três viaturas da Polícia Militar de Araranguá que realizavam a sinalização e iluminação da guarnição até o momento em que não foi mais possível manter contato visual devido a distância a qual foi arrastada a guarnição de bombeiros, ainda deslocaram para a ocorrência o ABTR-121 e o AR-128 com o jetski, não havendo necessidade de empregá-los.

Após o resgate, a mulher foi conduzida ao Hospital Regional de Araranguá, com os sinais vitais estáveis. Os dois militares que atuaram na ocorrência, relataram que foi uma das ocorrências mais difíceis atendidas até hoje.