Tubarão

Até sexta-feira, seis policiais militares da região de Tubarão, que atuam em moto-viaturas, ficarão em Florianópolis para auxiliar na Operação Rocan, deflagrada pelas policias militar e civil de Santa Catarina.

A operação é organizada pela secretaria estadual de segurança pública e iniciou na quarta-feira da semana passada. O objetivo é frear o aumento assustador do índice de violência na capital e cidades vizinhas.

O número de homicídios este ano, na Grande Florianópolis, teve um acréscimo próximo aos 35% comparando ao mesmo período de 2009. Um dos crimes que mais preocupam as autoridades é o assalto à mão armada, que ocorre todos os dias.

Quase 500 policiais atuam na operação. “Enviamos seis PMs da nossa região. Este tipo de operação mostra que há muita preocupação com o assunto violência urbana”, informa o coronel Fernando José Luiz, comandante da 8ª Região da PM, com sede em Tubarão.