Mirna Graciela
Tubarão

A movimentação em torno da construção da ala feminina ao lado do Presídio Regional de Tubarão, no bairro Bom Pastor, começa a tomar mais força. Ontem à tarde, em uma reunião na secretaria de desenvolvimento regional (SDR), foram definidas as próximas ações para que o processo de fato se concretize.

O início das obras, anunciadas para o primeiro semestre deste ano, foi feito pela secretária estadual de justiça e cidadania, Ada de Luca, na inauguração do presídio masculino, em setembro do ano passado.
“Acreditamos sim que isto ocorra nos próximos meses. Entrei em contato hoje (ontem) com o deputado José Nei Ascari. Ele vai marcar uma audiência com a secretária para a próxima semana. Temos que relembrá-la do assunto e sensibilizá-la”, declarou o secretário de desenvolvimento regional, Haroldo de Oliveira Silva, o Dura.

Os integrantes do Conselho Comunitário de Humaitá de Cima estiveram no encontro. “Queremos o monitoramento constante destas ações, pois a comunidade precisa daquele espaço (prédio onde estão as detentas, no antigo presídio) para construir uma área de lazer em nosso bairro. Mas precisamos ouvir isto da secretária Ada”, expressou o secretário do conselho, Clodoaldo de Medeiros.
A verba do governo federal para a construção está garantida. “Existe uma articulação da secretária para a compra ou uma permuta de um outro terreno, parece que atrás do presídio”, revelou Clodoaldo. Segundo ele, o local onde seria feita a obra é inviável porque existem redes de alta tensão.