Amanda Menger
Jaguaruna

Uma ocorrência inusitada foi atendida por policiais militares de Jaguaruna por volta das 21 horas de sábado. A PM foi acionada depois de receber denúncias para conter dois homens que faziam gestos obscenos na praia e andavam nus pela localidade. Segundo os populares, eles estavam sem roupas e com as cuecas na cabeça.

Quando os policiais chegaram ao local, foram direto realizar a revista em um dos rapazes, de 20 anos. Ele não gostou da atitude dos soldados e começou a agredi-los. Os policiais deram voz de prisão e tentaram imobilizar o rapaz. Dois de seus amigos que estavam próximos foram ajudá-lo e também começaram a trocar socos com a PM. “Parecia um conflito na faixa de Gaza. Virou uma briga generalizada na beira da praia e gente que não tinha nada a ver dava pontapés e socos para tudo quanto é lado. Um policial efetuou seis disparos para cima com o intuito de conter o tumulto”, detalha um PM que atendeu a ocorrência.

Após dez minutos de conflito, com apoio de moradores da localidade, bombeiros e reforço policial, os ‘peladões’ foram imobilizados e detidos. Os três envolvidos na confusão (de 20, 21 e 29 anos) foram levados à delegacia de Polícia Civil de Jaguaruna, onde foram interrogados pelo delegado José David Machado. Eles foram liberados e responderão a um termo circunstanciado.

Um outro caso de pelados na praia ocorreu recentemente, na manhã da última quarta-feira. Dois homens foram abordados por policiais militares na avenida Rio Grande do Sul, em Laguna. De acordo com os moradores do Balneário do Mar Grosso, eles banhavam-se no mar, próximos ao Molhes da Barra, sem roupa. Eles foram advertidos e liberados. Os denunciantes não quiseram registrar boletim de ocorrência na Polícia Civil.