Zahyra Mattar
Tubarão

A grande quantidade de furtos e assaltos em Tubarão tem preocupado as autoridades policiais da cidade. Existe uma teoria bastante plausível para este aumento, ainda que não seja comprovada com números: quando há muitas prisões por conta do tráfico de drogas e pontos de vendas são fechados, automaticamente dispara o número de assaltos. Fato ou especulação, a verdade é que tanto a Polícia Civil quanto a Militar investiram grande esforço na tentativa de controlar o tráfico de entorpecentes.

Agora, esta mesma investida é feita para fazer a estatística de cinco registros diários de furtos, em média, diminuir na cidade. Outro fator importante é que a maioria dos assaltos à mão armada, especialmente os praticado em estabelecimentos comerciais, segue uma mesma linha: um motocicleta, dois homens. Um fica no veículo; o outro entra, anuncia o roubo.

Desconfia-se ainda que todos os casos tenham sido praticados pelas mesmas pessoas. A investigação segue. Enquanto isso, a Polícia Militar começou a montar barreiras com maior freqüência. O objetivo é parar o maior número de motociclistas possível. Documentos e veículos são vistoriados e, os que estão irregulares, apreendidos. Sábado à noite, uma motocicleta CG foi recolhida por falta da documentação em dia na barreira montada na rua Januário Alvez Garcia (rua do Samu), no centro.

Um cadastro com número de telefone e endereço é feito para que haja controle da polícia. Na avenida Marcolino Martins Cabral, na Vila Moema, outra barreira foi montada sábado. Esta semana, outras estão programadas.

E por falar em assalto…
Por volta das 4h30min deste sábado, a Polícia Militar de Tubarão deteve um homem de 34 anos. Ele tentou furtar a Via Pizza, na Vila Moema. O homem foi interrogado e liberado.