Foram encontrados um revólver de calibre 38 com munição raspada, 11 munições do mesmo calibre e 169 comprimidos de ecstasy.

Laguna

Publicada às 16h45min desta quarta-feira
Outras informações no impresso desta quinta-feira

Em uma grande operação realizada ontem, em Laguna, foram presos dois homens, de 18 e 27 anos, acusados de praticar três assaltos na região nas últimas semanas.

Policiais Civis da Divisão de Combate a Furtos e Roubos (DCFR) da Central de Plantão Policial (CPP), com apoio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Tubarão, cumpriram o mandado de busca e apreensão, e de prisão temporária em uma casa no Canto da Lagoa.

A dupla foi surpreendida quando dormia. Em uma mochila foram encontrados um revólver calibre 38 com munição raspada, 11 munições do mesmo calibre e 169 comprimidos de ecstasy. Eles são os autores de três assaltos. Um em Capivari de Baixo, em uma lotérica, no Mercado Nunes, em Tubarão, e na Lotérica Ponto da Sorte, também na Cidade Azul.

Onze policiais atuaram na operação, pois o mais novo tem um histórico de confronto com a polícia e passagens por homicídio, tráfico de drogas e um assalto na Top Brasil, em Tubarão. Já o outro, passagens por tráfico de drogas e roubo.

Ambos foram encaminhados para a nova ‘casa’, o Presídio Regional, no bairro Bom Pastor. Os trabalhos de investigação e a ação na manhã desta quarta foram coordenados pelo delegado André Monteiro Crisostomo, que enviou inquérito ao judiciário ainda ontem.

“Esses dois eram nossa prioridade, nosso alvo número um, principalmente pela forma violenta em que agem nos crimes, são muito perigosos. Estamos investigando, sim, outros suspeitos desses assaltos que ocorrem na cidade”, revelou o delegado. Outro inquérito foi instaurado em Laguna por tráfico de drogas.


Relembre a série de assaltos

O assalto na Lotérica Ponto da Sorte, na rua Lauro Müller, em pleno centro de Tubarão, ocorreu no último dia 11, às 11h12min. Uma motocicleta Honda Falcon, placa de Tubarão, com registro de furto há dois dias antes do ato na Cidade Azul, estacionou em frente ao estabelecimento.

Um homem desceu armado, dirigiu-se até a porta de acesso aos terminais (caixas), deu um chute, recolheu cerca de R$ 3 mil em dinheiro, agrediu uma funcionária com um empurrão, foi até os fundos da Lotérica e roubou um malote com mais R$ 30 mil em dinheiro. Enquanto isso, o comparsa, com a moto ligada, dava cobertura do lado de fora – também armado.

Os bandidos fugiram em direção à avenida Patrício Lima, bairro Humaitá, passaram pela localidade do Dehon e abandonaram a Falcon no bairro Morrotes, nas proximidades do Beco do Quilinho, conhecido ponto de tráfico de drogas em Tubarão, onde deixaram o veículo.

Um dia antes, na tarde de sexta-feira, o Supermercado Nunes, na avenida Pedro Zapelini, praticamente na divisa entre o Centro e o bairro Santo Antônio de Pádua, também em Tubarão, foi alvo de uma ação muita parecida com a executada na Ponto da Sorte. A dupla também executou o mesmo modo de operação na única lotérica de Capivari de Baixo.